6 Mitos em Relação ao Vinho que Você Precisa Saber

Still life with wine glass and barrel

Uma das bebidas preferidas e mais consumidas no mundo, universo do vinho é um pouco complexo até mesmo entre os apreciadores mais experientes. Circulam muitas informações equivocadas sobre a elaboração, armazenamento, os diferentes tipos e até como degustar. Para evitar que os erros se perpetuem, o pessoal da Wine To You (W2U) vai revelar alguns mitos que você precisa saber.

Quanto mais velho o vinho, melhor

Com certeza você já ouviu essa teoria e, talvez até conheça alguém que guardou uma garrafa fechada de vinho por anos, esperando que ela aumentasse em qualidade e valor. Então, cerca de 90% de todo o vinho produzido no mundo deve ser consumido em um ou dois anos a partir da data de fabricação, e muitos entusiastas do vinho na verdade preferem o vinho quando ele é jovem e fresco.
Apenas um pequeno número de vinhos beneficia do envelhecimento. Estes tendem a ser de qualidade excepcional e frequentemente apresentam níveis elevados de taninos e/ou acidez, uma vez que estes elementos ajudam a conservar o vinho.

Não se deve colocar gelo no vinho

Por ser uma bebida complexa, ainda existe gente que torce o nariz com a possibilidade de ter qualquer acompanhamento ou adereço que possa influenciar no sabor da bebida. É verdade que o gelo poderá fazer com que o vinho perca algumas das suas principais características, mas também pode ser usado para temperar o vinho que é especialmente alcoólico, semelhante ao que você faria com um bom uísque.  Além disso, existem vinhos mais concentrados, criados especialmente para colocar gelo, como é o caso de Rosé Piscine, que traz um aroma sedutor e maior concentração de açúcar e que exige o consumo com gelo para se atingir o equilíbrio.

Vinho Rosé é uma mistura de tinto com branco

Esse é um mito antigo mas que muita gente acredita até hoje. O Rosé é, na verdade, um vinho produzido com uvas tintas. Durante a vinificação, o mosto das uvas (ou seja, o suco antes de ser fermentado) fica em contato com as cascas por um breve período para extrair apenas um pouco de cor e aromas.

 O vinho branco deve ser servido gelado e o tinto nunca

Você provavelmente já ouviu a ideia de que o vinho tinto deve ser servido em temperatura ambiente, enquanto o vinho branco deve ser servido gelado. Na realidade, porém, você obterá os melhores resultados se os vinhos tintos e brancos forem servidos resfriados ou em temperatura ambiente. Se o vinho branco for servido muito frio, você não conseguirá sentir as nuances em seu sabor, e se o vinho tinto for servido muito próximo da temperatura ambiente, ele pode ter um gosto plano. Não tenha medo de experimentar ou de perguntar ao sommelier que temperatura eles recomendariam!

Dica: a “temperatura ambiente” é provavelmente mais fria do que você pensa. As temperaturas ideais para servir vinhos tintos variam de 13˚C-18˚C (55˚F-64˚F).

Vinho com rolha de rosca são vinhos de má qualidade

No passado, os vinhos com tampa de rosca eram considerados baratos ou inferiores aos vinhos selados com uma rolha. Mas hoje, a distinção entre rolha e garrafas com tampa de rosca tornou-se muito mais obscura. Graças à nova tecnologia, as tampas de rosca podem ser muito mais confiáveis ​​do que as rolhas, que variam em sua capacidade de prevenir a oxidação dentro da garrafa.
As tampas de rosca tornaram-se populares entre os bebedores de vinho, pois são mais fáceis de abrir e armazenar, e preferidos por muitos vinicultores e importadores, pois causam menos falhas no vinho.

Você só deve beber vinhos rosés no verão

Rosé certamente vai bem com o sol – e o tipo provençal faz uma combinação maravilhosa com saladas de tomate, alcachofra ou outras iguarias de verão. Mas você pode, e deve, beber rosé o ano todo. Combine com saladas verdes, pizza e massas com pesto, falafels, caril, legumes temperados marroquinos com cuscuz, vegetais grelhados de verão com ervas frescas, ratatouille, paella vegetariana, azeitonas e comida mexicana.

Deixe um Comentário





Mais conteúdos

Aproveitamento integral dos Alimentos. O que fazer com talos, cascas e folhas?

O aproveitamento integral dos alimentos é um assunto que está cada vez mais ocupando o dia a dia das pessoas..

Como calcular a quantidade certa de churrasco por pessoa

É preciso planejamento e estratégia para fazer um bom churrasco e não faltar nada para os seus convidados. Além das.

Entenda sobre a arte de fazer a famosa carne desfiada de porco (Pulled Pork) ao estilo americano

O estilo norte americano de fazer churrasco tem se destacado cada vez mais no cenário brasileiro. A técnica de defumação.

Brócolis – Tá na Época

O brócolis é um alimento super nutritivo que contém fibras, proteínas e vitaminas A, C, E e K, além de.

Por que cortamos legumes e verduras em cubinhos?

O corte em cubos pequenos é conhecido como brunoise na gastronomia profissional e facilita muito o dia- a-dia na cozinha,.

Sal Rosa do Himalaia – 5 Benefícios para o Corpo

De todos os tipos de sal, o rosa do Himalaia é o mais completo e nutritivo. Por não passar pelo.