Gastronomia e café: como a culinária usa o grão como ingrediente?

café

Tradicionalmente conhecido como uma das bebidas mais idolatradas pelos brasileiros, o café tem virado ingrediente especial em diversas receitas deliciosas. 

Leia mais – Pudim de café da chef Helena Jang

Com sabor intenso e um cheirinho incomparável, a bebida traz uma série de benefícios para o corpo e a saúde, uma boa xícara por dia pode auxiliar acelerando seu metabolismo.

Na cozinha

Diante da enorme variedade de grãos e formas de preparo, o café tem sido cada vez mais usado na gastronomia. Para quem pensa em cozinhar com o café, as dicas são sempre selecionar um produto de qualidade e buscar o tipo de grão que combina melhor com a sua receita.

A melhor forma de se utilizar o café na culinária é por meio de sua bebida. Como os sabores em geral são sutis, trabalhar com alta concentração é a melhor alternativa ao se fazer uma extração de café para uso numa receita.

É importante ter cuidado na hora de adicionar o café porque é muito fácil de passar do ponto, tanto em relação à acidez quanto ao amargor, e isso pode estragar o prato. Quem não tem máquina de espresso em casa pode passar o café moído, desde que seja com pouca água

O  maior segredo de sua utilização é saber controlar a sua acidez. A dica é harmonizar com ingredientes de sabores com potência equivalente, por exemplo, as carnes vermelhas ou até mesmo alguns tipos de queijos.

Brasil e o café

O Brasil consome anualmente 20 milhões de sacas de café, o que corresponde a 173 bilhões de xícaras.

Atualmente o país é o maior exportador de café no mercado mundial. Minas Gerais lidera como o estado com maior produção de café, sendo 26,6 milhões de sacos, o que corresponde a mais de 50% da produção nacional do produto e 17% da produção mundial.

Tipos de café 

Existem dois tipos de grãos que podem ser usados na produção do café: Arábica e Robusta. Ambos apresentam inúmeras variações, todos com aroma e sabor especiais.

Arábica – o café feito com grãos de Arábica possui 50% menos cafeína, mas seu sabor costuma ser especial e ele é ideal para a produção das bebidas gourmet.

Bourbon – este café é mais popular em países estrangeiros. Entre suas principais características estão a textura achocolatada, a acidez média e o aroma forte.

Kona – é muito apreciado por quem gosta de cafés gourmet. Há quem considere este o melhor café do mundo.

Catuaí – um tipo de grão amplamente cultivado no Brasil, apresenta acidez moderada e dispensa a adição de açúcar.

Acaiá – um café suave, com notas aromáticas que lembram frutas. Apresenta sabor achocolatado e acidez média.

Robusta- é indicado para quem prefere uma bebida forte e com gosto mais amargo. Seu uso mais comum é nos cafés instantâneos

Receitas

Engana-se quem pensa que o café só pode ser utilizado em receitas doces, ele pode estar presente nas suas refeições em pratos salgados também. Para os amantes de café, temos algumas receitas que irão dar um toque especial ao paladar. 

Torta mousse de café

  • 200g de biscoito Maisena
  • 100ml de manteiga derretida
  • 1 colher de sobremesa de café solúvel dissolvido em 75ml de água quente
  • 300g de chocolate meio amargo
  • 400g de chantilly
  • 100ml de creme de leite
  • 12g de gelatina sem sabor

Passe o biscoito por um processador até ficar fino. Acrescente a manteiga e molde como uma massa. Forre uma forma untada de fundo falso com a massa . Leve ao forno pré aquecido a 200 graus por 10 minutos Derreta o chocolate em banho maria com o creme de leite. Coloque a gelatina e misture bem. Quando estiver morno, acrescente o chantilly. Misture bem. Coloque esta mistura sobre a massa da torta já fria e leve para geladeira por duas horas.

Banoffe de café 

  • 100g de manteiga sem sal derretida
  • 200g de biscoito maltado 
  • 300g de doce de leite
  • 1 colher de farinha de trigo
  • 3 bananas nanicas cortadas em rodelas
  • 2 colheres de suco de limão
  • 50ml de café coado 
  • canela 
  • chantilly

Triture os biscoitos no liquidificador ou processador. Coloque num bowl, acrescente a farinha e a canela. Misture bem. Acrescente a manteiga e misture até ter consistência de areia molhada. Coloque numa forma de fundo falso untada, espalhe e com auxílio de uma colher faça com que ela fique bem compacta, subindo nas bordas. Leve ao forno pré aquecido por 10 minutos. Num bowl misture o doce de leite com café e reserve. Coloque suco de limão nas bananas para não oxidarem. Retire a torta do forno, espere esfriar. Coloque o doce de leite e cubra com as bananas em rodelas. Leve para geladeira por 1 hora. Coloque chantilly por cima e polvilhe canela.

Carré de cordeiro ao molho de café com hortelã

  • 1 kg de carré de cordeiro
  • 150ml vinho branco seco
  • sal 
  • pimenta-do-reino
  • 160g de açúcar mascavo
  • 160g de molho inglês
  • 340g de molho de tomate
  • 1 colher de mostarda
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 100ml de café com açúcar
  • azeite de oliva
  • folhas de hortelã

Corte a peça de carré, para que fique totalmente separada. Tempere, um a um, com vinho, sal e pimenta. Coloque para grelhar, por cerca de 8 minutos, de cada lado. Em uma panela coloque o açúcar mascavo e o derreta. Em seguida junte o molho inglês, espere o açúcar derreter um pouco, adicione o molho de tomate e abaixe o fogo. Junte a mostarda e a noz-moscada, mexa bem. Deixe o molho cozinhar cerca de 5 minutos, em fogo baixo, desligue e transfira o molho para um liquidificador. Bata o molho com o café, azeite e o hortelã e deixe esfriar. Após grelhar os carrés, pincele o molho e sirva.

Massa ao molho de cogumelos com café

  • 10g de cogumelos porcini secchi
  •  2 colheres de sopa de manteiga
  •  1 cebola média picada
  •  1 bandeja de cogumelos frescos
  • 500ml de creme de leite fresco 
  • 1 xícara de café espresso 
  • Massa de sua preferência
  • sal e pimenta-do-reino branca

Cerca de 30 minutos antes de iniciar o preparo, coloque os cogumelos secchi para hidratar. Basta cobri-los com água e trocá-la umas duas vezes. Passe os cogumelo em uma peneira e seque com papel-toalha. Reserve a água para usar na massa. Em uma panela, coloque a manteiga, em seguida a cebola e refogue até murchar. Adicione os cogumelos frescos e, em seguida, os hidratados e salteie-os até ficarem bem macios. Adicione o creme de leite fresco, a água em que foram hidratados os cogumelos e o café. Deixe incorporar bem em fogo baixo por aproximadamente 7 minutos. Em outra panela, cozinhe a massa em água fervente e salgada. Retire quando ainda estiver al dente e despeje sobre a panela com molho. Misture bem e sirva

Mais conteúdos

Farofa, um acompanhamento versátil e delicioso

Os tipos de farinha podem ser de mandioca, de milho, d’água, de pão e de rosca, para criar diferentes sabores.

chef flambando

A arte de usar bebidas alcoólicas para flambar

Flambar é um procedimento de cozimento no qual álcool é adicionado a uma panela quente para criar uma explosão de.

aligot

Conheça o Aligot, o purê chic que é uma explosão de sabor

O Aligot é uma especialidade gastronomia francesa que consiste em um purê de batatas mesclado com muito queijo, formando consistência.

bisteca-fiorentina

A venerada Bisteca Fiorentina

A Bistecca alla Fiorentina é um prato típico da Itália, da região de Toscana, onde é venerada. Seu preparo é.

arroz tio joão

Arroz soltinho e saboroso? Veja porque começa no campo

Para um arroz de alta qualidade, o planejamento acontece do campo à mesa para garantir uma qualidade superior, até chegar.

Pão de alho: casquinhas crocantes e recheios cremosos para seu churrasco

O pão de alho é um acompanhamento que faz muito sucesso em churrascos. É possível fazer versões caseiras extremamente gostosas